Tag: estampa vichy

Vichy Vermelho

A estampa vichy fisgou total o meu coração e sei que o de muita gente também. Ela traz uma bossa muito interessante para a produção e não é difícil de combinar. Hoje trouxe um novo vício, que é o vichy vermelho. Aquele IGUAL a uma toalha de piquenique simm! Nem todo mundo curte usar essa cor, mas nessa estampa acho que ela ganha uma cara muito diferente. Fica divertida e bem leve. Fora que esse modelo se blusa é um xodó e a malha dela é uma delícia de usar.

Combinei essa lindeza da Loja Coringa com uma saia da loja também que estou viciada. Ela vai bem com absolutamente tudo e dá para montar looks com moods bem diferentes. Tenho essa branca, a preta também e se vier em outras cores não sei se vou resistir rsrs..

Para completar o look escolhi uma das minhas bolsas que eu mais uso. Ela imita uma palha e tem um formato estruturado que eu amo. A sandália é outra paixão! Ela é branca e consegue modernizar a produção como ninguém. Os óculos foi o hexagonal da Ray-Ban, que vai bem em qualquer look.

Fotos: Raoni Libório (@raoniliborio) / 1.2 Imagem (@umpontodoisimagem)

Blusa, saia e pulseira: Loja Coringa | Sandália: C&A | Bolsa: Renner

Curtiram?

Beijos

Clarinha

Estampa Vichy

Vichy é um xadrez com carinha de toalha de piquenique que é puro amor!! A estampa veio direto dos anos 50 e 60 para o guarda-roupa das fashionistas. O preto e branco é a cor mais recorrente nela, mas o vermelho com branco e azul com branco ficam incríveis também. O mais bacana é que o vichy está em diversas peças como mini saias, saias midis, blusas ciganinhas e até em sobretudos.

A estampa combina com diferentes estilos. Dá pra fazer, por exemplo, um look mais relax com uma influência praiana colocando um chapéu de palha. Já ela usada com um tricot e bota branca deixam a produção mais moderna. O vichy no vestido midi traz um ar romântico e bem feminino, o couro traz o rock…e por aí ela vai se juntando com peças diferentes para contar histórias diversas.

Beijão

Clarinha

© 2018 Maria Clara Lauton

Theme by Anders NorenUp ↑