Category: Viagens (page 1 of 2)

Lugares para comer em São Paulo – 2

Se tem uma coisa maravilhosa nessa vida é comer bem né gente?!! E São Paulo continua sendo um dos melhores lugares para se fazer isso, então resolvi reunir os restaurantes que fui na última vez que estive lá 😉

Sempre que vou em Sampa chego com uma lista de lugares que quero conhecer e saio com uma lista maior ainda rsrs.. Dessa vez minha lista ganhou um reforço especial de Ju, minha amiga que vai muito na cidade e me levou em lugares maravilhosos!

Basta me conhecer um pouquinho para saber que amo hambúrguer gourmet e fui em duas hamburguerias maravilhosas!

A primeira foi o Cabana Burguer, que fica na Oscar Freire, em um ambiente muito charmoso, com tijolinhos, gambiarras, madeira, plantas e referências industriais também, do jeito que adoro. Achei o hambúrguer de lá delicioso e leve. Lá você tem a opção de pedir todos os hambúrgueres com uma carne ou duas. Eu pedi com uma porque não estava com tanta fome assim e escolhi o Bacon Blast, custou R$21,00 e fiquei bem satisfeita com o sabor e preço.

O outro foi o Bullguer, fui do da Vila Madalena. Estavámos com mais fome, então rolou não apenas o hambúrguer como também batata e sobremesa. Não consegui lembrar qual foi o hambúrguer que eu pedi, mas amei também e os preços variam de R$18,00 A R$24,00. A batata deles é deliciosa, ela é temperada com páprica. De sobremesa fomos do sorvete soft cream + topping da vez, que foi uma calda mara de chocolate. 

Nem só de hambúrguer vive o homem não é mesmo?! Se bem que eu viveria de buenas rsrs… Fui no famoso Nattu provar a comida orgânica e natural de lá. Pedi uma massa natureba sem glúten com camarão. O que acontece é que eu nunca tinha comido uma massa assim, então estranhei, achei meio sem gosto, sem sal. Só que tenho certeza que o problema é o meu paladar infantil, que não está acostumado porque todo mundo ama a comida de lá rsrs.. Então, provem e me contem o que acharam 😉

De uma massa natureba vamos para uma gordinha do jeito que eu gosto! Tinha um tempão que eu não comia um Carbonara e amei muito o do Serafina. Na foto já tinha super comido então a cara não está boa, mas o sabor garanto que é excelente. O ambiente também é lindo! O que fui fica na Alameda Lorena. 

O Tea Connection foi outro lugar que fui com uma proposta de comida mais natural. Pedi um salmão acompanhado de risoto de arroz negro com gorgonzola e salada de rúcula com cogumelos, tomates e nozes. Comida gostosa, mas o que mais ganhou o meu coração foi o Iced Tea de lá. Eles tem um cardápio cheios desses chás gelados, com uma pegada de smoothies e eu nunca tomei nada igual. Vale demais provar esses chás!

*Não achei foto do meu chá, então peguei essa foto do insta deles.

O Spot é um restaurante bem badalado em SP e foi o prato mais caro que comi nessa vez que fui na cidade. No cardápio tinham algumas outras opções, mas lá eles trabalham com pratos do dia, que são servidos apenas naquele dia específico por uma questão de organização da cozinha. Nunca tinha ido em um restaurante assim porque na minha vida prato do dia significa prato mais barato rsrs… Então das opções que saiam naquele dia, eu escolhi o polvo grelhado com batatas ao murro. O preço foi salgado, mas o prato delicioso e o ambiente também gostei bastante. Fui no que fica na Paulista.

As fotos das fachadas dos restaurantes peguei da internet e as das comidas foram minhas 😉

Se tiverem dicas de restaurantes em SP me mandem, me digam se conhecem esses também e o que acham deles.

Beijão

Clarinha

Looks Jericoacoara

Quem me acompanha no insta (@mariaclaralauton segue lá!) viu que eu viajei para Jericoacoara. A viagem foi maravilhosa e pretendo compartilhar muita coisa dela por aqui, mas vamos em partes até para não enjoar né rsrs… 

Primeiro organizei os looks que usei por lá. Uma coisa ou outra ficou de fora porque nem tudo que usei fiz foto que valorizasse mesmo o look. Com tanta paisagem linda os looks em alguns momentos viraram nada rsrs..

Adoro uma transparência e dá pra fazer várias produções bem interessantes com ela na praia. Essa que usei é estilo uma bata de rendinha vazada nos ombros. Coloquei um maiô que amo por baixo e de acessórios usei esse colar de triângulo e essa pulseira (postei até no stories do insta) que várias pessoas perguntaram se a ‘pulseira Jade’ estava de volta rsrs… Eu comprei essa minha há 3 anos quando fui no Marrocos e sigo usando kkkk… Aí é gosto mesmo e eu adoro essas coisas com o pé no estilo boho. Peguei também a minha chocker de búzios e usei como tornozeleira.

Maiô: Salinas | Bata: Boah | Colar: C&A | Tornozeleira: Las Conchitas

As ciganinhas ganharam o meu coração pra vida pois valoriza essa região linda da mulher, que é o colo. Então, não pensei duas vezes antes de me jogar em um biquíni nesse modelo porque não ligo pra regras de marquinha de biquíni. Tento usar modelos diferentes inclusive pra não ficar com marcas.

Quis fazer uma produção mais arrumadinha e aí apostei na boa e velha saia longa com fenda. Gosto muito dessa cinza, que vocês já me viram usar por aqui até com tênis e jaqueta bomber. Usei um mix de pulseiras com acessórios que garimpei em hippies, vendedores de praia e no intercâmbio. 

Biquíni: Skinbiquini | Saia: Sumaya Aissami

Canga: Boah

Gosto muito de moda praia e estou amando essa fase dos maiôs. Antigamente essa era uma peça tão quadradinha, não tinha nada bonito, nem jovem e hoje em dia é cada maiô mais lindo que o outro. Usei esse de manga e fiquei in love com o conforto!! Nesse dia pulei, corri, fiquei subindo em uma madeira altinha que tinha na água pra ficar pulando (criança total kkk) e foi zero de preocupação se tinha algo fora do lugar. Ah, antes que alguém pergunte se senti calor por causa das mangas, não senti nadinha, ainda mais porque lá em Jeri venta bastante.

Maiô: Yas

A boa e velha camisa branca é coringa pra todos os ambientes, inclusive para praia. Com biquíni estampado então fica um contraste bem bacana e aí pode abusar dos acessórios. Coloquei esse colar maiorzinho azul e um mix de pulseiras.

Dupla boa para o verão é um body e um shortinho fresquinho. Dá pra passar o dia e até esticar pra noite tranquilamente, pelo menos no caso de Jeri.

Body e Short: Boah

E o tanto que o crochê combina com praia, verão, sol?!! Essa blusa toda coloridinha é puro amor pra mim, ainda mais porque herdei no guarda-roupa de uma tia muito querida (Obrigada tia Lia!!). Na foto estou com um biquíni branco com uns botões dourados, mas antes estava com um short jeans rasgadinho. De acessório só a choker de búzios dessa vez usada como choker mesmo rsrs..

Uma peça que está bombando é o camisão, tipo blusão mesmo. Tive uma crise de riso com a cara da minha mãe quando tirou ele da sacola, ela estava incrédula com a compra ‘errada’ porque parecia forma de roupa para pessoas muito obesas e eu visto P rsrs… No corpo assim nem parece tanto, mas esse camisão aberto na cama é realmente surreal de largo, só que no corpo o caimento é mara. Por causa do vento (ele levou o tecido todo para trás) não deu pra perceber direito na foto, mas qualquer dia uso ele e mostro o caimento real dele.

Camisão: Farm

Para fechar a nossa seleção de looks, trouxe o do aeroporto, que foi um vestidinho branco, um casaco bem confortável, tênis para seguir na linha conforto e uma mochila azul mais clarinha para brincar com o azul escuro do casaco.

Casaco: Adidas para Farm | Vestido: Zara | Mochila: Forever 21 | Tênis: Adidas

Qual o look preferido de vocês?

Beijão

Clarinha

Oscar Freire – cantinhos para tirar fotos

blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0010

A Oscar Freire é um dos vários lugares bacanas para conhecer e tirar fotos em São Paulo. Para quem não sabe, lá é uma rua que reúne marcas incríveis, tanto nacionais como internacionais. Geralmente essas lojas fazem um espaço conceito, ou seja, uma loja diferenciada das que eles têm em outros bairros e cidades. Se fala em luxo, quando se fala em Oscar Freire, mas lá ficam  também as lojas conceitos de marcas acessíveis, como a Riachuelo e a Forever 21. Independente de disponibilidade financeira para fazer compras é uma rua que vale muito conhecer. Toda a região, na verdade, tem várias coisas bacanas como nas ruas Hadock Lobo, Augusta e Lorena.

Não vou fazer um guia de lojas, pois ficaria um post gigante. Resolvi então reunir indicações de 3 lugares com cantinhos lindos para tirar fotos, já que toda vez que postava de lá recebia direct de alguém perguntando exatamente onde era aquele local. Primeira dica é que vale a pena ir para a rua com uma roupa confortável para andar pra lá e pra cá, bonita para tirar fotos e quem gosta de moda deve ir com os olhos bem atentos. Com certeza você terá boas inspirações por lá 😉

– Galeria Melissa:

A galeria Melissa da Oscar Freire é uma parada obrigatória! Eles reúnem moda, arte e design dentro e fora dela. A fachada é o grande barato da galeria pois de tempos em tempos, ganha uma cara nova. Fui em SP em março com uma fachada e dessa vez em Outubro era outra completamente diferente.
blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0013 blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0016 blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0018blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0005

-Pracinha Oscar Freire

Esse foi um dos lugares que mais me perguntaram onde fica. A Pracinha Oscar Freire fica ao lado da loja 284. Ela é a ‘rampa’ de acesso a um estacionamento e foi criada com o objetivo de gerar um espaço propício para receber programações culturais como shows, oficinas e workshops. O espaço é puro amor e rende fotos lindas!

blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0027blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0032blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0040 blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0043 blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0049 blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0052 blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0056 blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0075

– Iódice e Shutz:

A fachada dessas duas lojas, que são vizinhas, é também uma excelente parada. É na Iódice que atualmente tem a pintura da Frida e quando fui em março tinham as famosas asas.
blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0087 blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0094

Parede da Iódice em Março:

blog-maria-clara-lauton-oscar-freire-174

A shutz da Oscar Freire também capricha na fachada e essa pintura linda é fixa em uma parede que fica ao lado da loja:

blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0097 blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0095

Quando fui em Março a fachada da Shutz estava assim:

blog-maria-clara-lauton-oscar-freire-330 blog-maria-clara-lauton-oscar-freire-406

São esses os 3 pontos bacanas para fazer fotos na Oscar Freire e o melhor é que eles ficam próximos 😉 

Beijão 

Clarinha

Airbnb

airbnbTive a minha primeira experiência com o Airbnb nessa minha ida à São Paulo e compartilhei um pouquinho até no stories do instagram. Acabei tendo um feedback de muitas pessoas que não conheciam o site, então achei que aqui seria a melhor forma de explicar melhor como funciona.

O Airbnb é uma plataforma de hospedagens não tradicional, onde você pode apenas procurar hospedagens ao redor do mundo ou também hospedar pessoas na sua casa. Existe a opção de alugar um apartamento inteiro, um quarto privativo ou até coletivo. Isso vai depender da experiência que você quer ter, do seu perfil de viajante mesmo e quanto pode gastar. O mais bacana de tudo é a sensação de estar vivendo de fato naquela cidade e no meu caso que fiquei 1 mês, me achava A local mesmo rsrs

Você pode usar diversos filtros de busca para achar a sua hospedagem perfeita. Buscar por região, quantidade de pessoas que irão se hospedar, se quer um estúdio, ap completo, quarto privativo… ele vai te direcionar para as hospedagens que tem o seu perfil. Ao entrar nos perfis você vai poder ver fotos do local, tudo o que está disponível na acomodação (ex: cama de casal, secador, TV…), ver as avaliações de outras pessoas que se hospedaram nesse lugar e se comunicar com o anfitrião para sanar todas as suas dúvidas. Os anfitriões costumam responder muito rápido! É até uma política do site.

airbnb-2

Pra mim o ponto chave para uma boa hospedagem é olhar as avaliações dos outros hóspedes. Eles escrevem os pontos positivos e negativos da hospedagem, sendo tudo bem real porque o perfil é verificado (não rola fazer fakes e tal) e o anfitrião não pode apagar comentários negativos. Então essa é a oportunidade de checar os elogios e críticas para as coisas que são importantes pra você. Eu só pegaria um local com muitos comentários e comentários positivos (claro!), então indo por essa linha tem pouca chance de cair em uma furada.

airbnb-3

A minha experiência foi bem positiva e olhe que alterei a minha reserva algumas vezes pois inicialmente não ficaria 1 mês. Fui inventando de fazer mais um curso, mais outro e aí tive que alterar. Diante de alguns probleminhas, eles até me deram cupom de desconto para usar na hospedagem e foram bem solícitos comigo nas vezes que precisei resolver algo. Fora que geralmente se economiza legal reservando hospedagem pelo Airbnb e eles ainda dividem o valor.

O Airbnb está presente em 191 países e é considerado um site seguro, já que ele verifica os perfis dos anfitriões e hóspedes. Só que eu já ouvi falar de duas coisas negativas do site. Uma é que a imigração dos EUA pega no pé de quem apresenta a hospedagem desse site, já que ficam com receio das pessoas estarem indo para ficar de forma ilegal. E já ouvi uma história de uma pessoa que viajou para fora do país, pegou um ap completo e na volta pra casa teve a sensação que alguém entrou no apartamento, mas não sentiu falta de nada. Então, antes de fechar a hospedagem olhe muito bem as avaliações, pegue um anfitrião que já esteja há um tempo no site, tenha tido vários hóspedes satisfeitos. E não esqueça de pesquisar sobre o país que você vai, a emigração como funciona, antes de fechar com o Airbnb.

Ah, quando você indica um amigo e ele viaja pela primeira vez pelo Airbnb, você ganha um bônus de R$85,00 😉

Tentei resumir bastante, mas qualquer dúvida podem mandar mensagem!

Super beijo

Clarinha

Lugares para comer em São Paulo

Se tem uma coisa que SP arrasa demais é na gastronomia né gente?! Fico chocada com a quantidade de restaurantes incríveis que tem naquela cidade, tanto com relação a comida como o ambiente também. Fora que tem vários que funcionam de madrugada, coisa que não acho de jeito nenhum aqui em Salvador. Fome na madrugada aqui é igual a Drive do McDonald´s no máaaximo!

Prometi e vou cumprir agora a listinha de alguns lugares que fui e desde já tenho no meu bloquinho de notas o nome de outros tantos que quero ir em SP porque sou dessas rsrs.. Por sinal, se alguém tiver lugares para indicar, por favor se manifestar (Obrigada! De nada!).

– Vapiano

O vapiano é uma rede alemã de comidas italianas, que fica no Itaim Bibi. O de SP é o que tem a maior cozinha dos Vapianos do mundo. Lá o cliente recebe um cartão e ele mesmo vai até o balcão fazer o seu pedido. No final é só apresentá-lo no caixa e pagar. O ambiente lá é bem grande e tem uma área externa bem gostosinha, que foi onde comi com minha mãe e aproveitamos o solzinho que estava fazendo.

img_1231

No cardápio tem risotto, massa, pizza, salada… a minha escolha e da minha mãe foram o ‘Gamberetti e spinaci com linguine’ – camarões e pesto de manjericão caseiro, refinado com creme de leite fresco, parmesão tipo grana, finalizado com folhas frescas de espinafre e o ‘Gamberetti com campanelle’ – camarões fritos, cebolinha e tomates cereja frescos em molho de tomate caseiro. Adoramos os pratos e achamos o ambiente bem agradável! Cada prato custou em torno de R$44,00.

– La Guapa

Fui ao La Guapa a convite de uma amiga querida (Bubi) para botarmos o papo em dia numa brecha do trabalho dela. Lá é uma cantina, na verdade, especializada em empanadas artesanais e a dona é a Paola Carosella, do Master Chef. Fiquei apaixonada pela empanada ‘portenãs’, que é com 3 queijos, tomates assados e manjericão fresco. Sério! Comeria todos os dias da vida rsrs.. Custa R$7,50 a unidade e tem a opção ‘Menu Guapa’, que vem com duas empanadas e uma salada fresca por R$27,00. E as sobremesas o que dizer? Puro amor!! O ‘tabletón’ é uma sobremesa bem famosa da chef, que eu achei sensacional! É uma porção de alfajor gigante de doce de leite argentino e cacau amargo com chantilly de cachaça e fava de baunilha. Custa R$14,00.

Levei pra casa o Alfajor e sem palvras! Maravilhoso demais! Trouxe para minha irmã e meus pais, nem preciso dizer que eles piraram rsrs… Custa R$8,00 a unidade. Vale muito a ida pela comida. O ambiente é uma cantina fofa, mas bem pequena. 

– KOF – King of the Fork

O KOF fica no delicioso bairro de Pinheiros e eu fui lá unicamente pela fama dos cookies deles, que são conhecidos por muitos como ‘os melhores do mundo’. Assim, o melhor melhor do mundo eu não achei não, mas cada um tem um paladar e eu gostei nível normal deles rsrs.. Eu não estava com fome (incrivelmente rsrs..), então isso pode ter influenciado, mas pretendo voltar lá para comer de novo e provar outras coisas do cardápio também. Dizem que o waflle deles é mara!

img_1737

O ambiente é uma graça, a cara dos ciclistas, mas mesmo quem não é se sente em casa lá. O espaço interno é pequeno, mas tem também uma área externa na frente com um mesão mara para dias sem chuva.

– Burger Joint

A Burger Joint é uma filial da famosa hamburgueria nova-iorquina. Fica na Rua Bela Cintra em um ambiente bem descolado, com rabiscos para todos os lados. Não vá esperando uma lista cheia de opções de sanduíches! Lá só tem basicamente 3 opções: apenas hambúrguer, a carne e o queijo ou uma mais completa com bacon, molhos, alface e foi essa que eu e minha mãe pedimos. Achei bem gostoso, assim como a batata e milk-shake, que é feito com sorvete Ben & Jerry’s. Para quem gosta desse tipo de informação, um dos sócios é o Bruno Gagliasso 😉

– Eataly

Gosto muito do Eataly e contei aqui pra vocês, que me apaixonei pelo ‘Ravioli di salumi e verdure al pomodoro’ de lá. Então arrastei logo minha mãe para comer esse prato deli comigo rsrs.. Ela amou também e gordinhas que somos, fomos atrás de um crepe de nutella, que tem lá dentro e sem palavras!! Que coisa mais deliciosa!! Para quem não ama tanto chocolate, pode achar meio enjoado. Dividir é uma ótima opção se você já tiver jantado ou almoçado. No espaço da nutella, que tem lá dentro, existem outras opções além do crepe, como croissant com nutella.

fullsizerender

Voltei no Eataly outro dia com duas meninas queridas do Rio que conheci no curso (Thay e Dan, que vão lançar o blog delas em breve) e resolvemos provar a pizza de lá, que é bem famosinha. O estilo da pizza é mais italiana mesmo. Não é tão suculenta como as do Brasil, mas achei gostosa. A minha foi com parma, que é um ingrediente que amo, mas a porção individual pra mim ficou grande demais. Talvez se fosse um sabor mais neutro daria numa boa, mas o parma é um ingrediente bem salgado. Tanto que depois de não comer a pizza toda eu fui comer crepe de nutella, então falta de barriga não foi rsrs..

 img_1909

– Feirinha perto do MASP

AMO churros e rodando pela Paulista fiquei hipnotizada por uns churros ultra suculentos, que estavam nas mãos de várias pessoas rsrs.. Perto do MASP tem uma feirinha dia de domingo, que rola um som bem legal e várias comidinhas gostosas. Aquele clima de feirinha ♡ Os churros são muito gostosos e você pode fazer várias combinações de sabores. O meu foi doce de leite e paçoca. Estava deli demais!! R$10,00 muito bem aplicados rsrs..

 Arrasada que não achei mais a foto =( até postei no snap do insta no dia, mas devo ter deletado do celular.

– Paris 6

Existe jantar mais clássico do que Paris 6? rsrs.. Minha mãe não conhecia lá e no dia que ela chegou queríamos ir em um lugar mais próximo de casa. Pedimos o ‘Risotto quatre fromages aux crevettes’ (nome fino eim rsrs), que traduzindo é um risoto ao creme de camarão aos quatro queijos e o artista que ficou com o nome do prato foi César Filho. Achamos o prato bem gostoso e bem grande para uma pessoa comer sozinha. Pelo menos no jantar sim e se você for como eu, que faz questão da sobremesa rsrs…

fullsizerender-2fullsizerender-1

Já que era dia de clássicos, pedimos o Grand Gateau, ‘Paloma Bernardi’ que traduzindo é um bolo de chocolate com calda, picolé e morangos. Quem nunca foi lá acho bacana ir pra conhecer.

 

– Calçadão Urbanoide: Food Trucks 

O Calçadão Urbanoide reúne vários food trucks lá na Augusta, em um ambiente bem descontraído e bacana para ir com amigos. Tem várias opções de comidas como hambúrguer, waffle, churros, crepe, sanduíches mais naturebas… eu comi um hambúrguer, que não lembro exatamente o que vinha, mas era com pão australiano e shimeji. Achei bem gostoso e como de sobremesa um waffle com nutella e morango, que estava demais!! É uma ótima programação pro domingo e dá pra ir a pé e curtir a Paulista fechada só para pedestres 😉 Foi isso que eu e minhas amigas Leti, Pati e Tai fizemos. Foi tão gostoso reencontrá-las! Fizemos intercâmbio juntas para Sevilla e elas moram em Campinas, daí conseguimos matar um pouco a saudade.

  img_1516

– Meats

O ambiente de lá me ganhou desde a primeira olhada. Tinha acabado de comer, passei na frente do Meats e fiquei in love pelo lugar. Fiz até fotos para o blog lá, com o lugar sem funcionar para clientes (sim! eles deixaram ♡ ), mas fiquei na vontade de provar a comida. Fui lá depois e comi o ‘Eat meats, Mario!’ – pão de mandioquinha, hambúrguer, disco de parmesão crocante e (segundo eles) o melhor molho de tomate da vida. Achei deli e tem várias opções ousadas no cardápio, mas como meu paladar é bem infantil, fui nessa opção. Paguei R$32,00 nele e R$18,00 no cheesecake, que só faltou ser de doce de leite para ficar perfeito rsrs..

 

Lembrete de lugares que fui e já falei aqui:

Para não repetir vou deixar só o lembrete desses 3 lugares que amei.

  • Padoca do Maní (falei dele no Diário 1 de SP)img_2436 img_2437
  • Restaurante e Café do Mirante 9 de Julho (também no diário 1)img_0766-577x1024
  • Bacio di latte (sorveteria que fui 1029228 vezes rsrs.. e falei dela aqui no blog em Março quando fui pra SP fazer outros cursos). Peçam o sorvete de pistache, doce de leite e o giandujotto. Essa mistura fica surreal!!

Chega fiquei com fome agora rsrs.. Espero que gostem das dicas e vamos trocar sugestões de SP,

Salvador e qualquer outra cidade que tenha opções que valem a pena anotar.

Beijão

Clarinha

Diário de São Paulo – 4

img_1737

Que rápido que foi esse meu mês em SP!! Pra mim passou voando demais e já estamos no nosso último diário =( mas ainda temos alguns conteúdos bacanas de lá para colocar aqui. Vocês vão curtir!

A minha última semana foi de muitas aulas e palestras! Fui novamente para o evento ‘Fio da Meada’, que reuniu grandes nomes da moda e da comunicação. Teve um painel com Hamish Bowles da Vogue gringa, mediado por Barbara Migliori e Daniela Falcão, da Vogue Brasil. Outro painel incrível foi mediado por Giovani Bianco, que é um incrível diretor de arte, responsável há mais de 10 anos pela carreira de Madonna e está trabalhando com Anitta nesse reposicionamento de carreira dela. Ele recebeu para o debate a própria Anitta, Camila Coutinho e Roberto Martini para falar sobre ‘percepção, mídia e imagem’. Outro bate-papo bem legal foi com o estilista Lino Villaventura e o fotógrafo Miro sobre o ‘processo criativo em torno da imagem de moda’. Mostrei algumas coisas no snap do insta, inclusive. Me acompanhem por lá!

Alguns looks que usei no evento:

img_1676

img_1788

 

 

Durante a semana finalmente consegui encontrar uma outra amiga querida e fomos no ‘La guapa”, cantina da Paola Carosella (sim! A do Masterchef), que é maravilhosa. Vou dar a dica do que comi e dos preços no post sobre comidinhas em SP, que já está a caminho.

Entre uma palestra e outra dei uma escapada para ver a exposição ‘Frida Kahlo – suas fotos’. A expo está no Museu da Imagem e do Som. Na verdade lá fica uma primeira parte, já que foi necessário separá-la em duas. Eu só consegui ir nessa primeira, que conta a trajetória dela desde a infância até a vida adulta com fotografias do seu pai, avô, artistas e amigos. As duas  exposições foram divididas em alguns temas: a família, o seu fascínio por Diego e os seus outros amores, o corpo acidentado e a ciência médica, os amigos e alguns inimigos, a luta política e a arte, os índios e o passado pré-hispânico, tudo isto revestido da grande paixão que nutria pelo México e mexicanos. Pra mim foi muito enriquecedor conhecer mais sobre essa mulher tão forte e à frente do tempo em que viveu.

p.s. Não podia tirar foto das fotos, então não rolou uma cobertura legal aqui pra vocês =(

img_1693

Para fechar os estudos com chave de ouro, participei do Curso Digital Business, que foi um intensivão no final de semana. Tive aula sobre blogs com as incríveis meninas do Tudo orna e sobre o Youtube com Ricardo, produtor da Kéfera. Além disso, tive uma aulinha com o Pinterest Brasil e, por sinal, em breve teremos o perfil do blog bem ativo por lá, cheio de lindas inspirações.

fullsizerender

Agora já estou em terrinhas baianas, cheia de ideias na cabeça e animada para fechar esse ano da melhor forma possível.

img_1955

fullsizerender-3

Para a emoção de algumas amigas, que são apaixonadas por ela, me esbarrei com Camila Coelho no aeroporto <3

Beijos e obrigada por acompanharem os diários

Clarinha

Diário de São Paulo – 2

 

img_1360fullsizerender-3

Fui parar para listar as coisas que fiz por aqui e me dei conta que deixei acumular demais gente rsrs… O primeiro diário eu postei no domingo passado, mas eu tinha colocado as coisas que fiz até a sexta, então acabaram ficando 2 finais de semanas pendentes para eu contar aqui. Nesse último fds minha mãe veio pra SP e eu não tive curso, aí a programação foi MUITO intensa. Vou dar uma dividida no post para não ficar cansativo pra vocês ta?!

img_0760

Estação da luz

Eu já tinha ido uma vez na Zé Paulino, rua que muitos acham excelente para fazer compras, mas eu não tinha curtido tanto. Eis que surgiu uma oportunidade de voltar lá com uma amiga que estava buscando um vestido de festa e gostei bastante dessa vez. É aquele esquema meio guerra, de ir de legging porque as lojas não tem provador e aí eles no máximo te deixam provar as coisas por cima da sua roupa. Tem que saber garimpar, claro! Tem coisas que são bonitas, outras feias e tem que ver o que vale a pena mesmo pelo preço e qualidade das peças. Depois vou fazer um vídeo ou post falando mais sobre lá, mostrando o que eu comprei e as lojas que mais gostei (vocês se interessam por esse tipo de conteúdo?). Valeu, Véu pela oportunidade de conhecer de novo a Zé Paulino rsrs..

fullsizerender-5

Uma das melhores coisas de SP pra mim tem sido encontrar pessoas que amo e moram nessa cidade. Déu é minha amiga de infância, mora aqui há anos e tive um domingo delicioso ao lado dela. Primeiro fui reencontrar os pais dela e almoçar lá. Depois fomos ao Ibira porque estava tendo uma ação exibindo alguns filmes como “Coco antes de Chanel”, ao ar livre e adoro esse tipo de programação. Pena que não chegamos a tempo de pegar ingresso, mas valeu muito o passeio apesar do parque estar LOTADO.

fullsizerender-4

Comecei o curso de Marketing de Moda e venho amando estudar esse universo. Depois da aula fui conhecer a casa de Tássia, uma outra pessoa muito especial, que é do mundo, mas de vez em quando dorme em SP rsrs…

unknown

Mamãe veio fazer uma visitinha para encher o meu coração de felicidade!! Além de comer muito (sério, exageramos demais na farra gastronômica kkkk me perguntam como que eu como tanto doce, mas conhecendo minha mãe é bem fácil descobrir de onde veio) fomos em lugares como a Oscar Freire. Eu estou ficando bem perto de lá, então é um lugar que já fui algumas vezes. Por sinal é um ótimo lugar para tirar fotos, tem lojas conceitos de marcas incríveis e acho que pode até render um post aqui sobre essa rua tão mágica.

blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0087 blog_mariaclaralauton_oscar_freire_sp_0097

No próximo diário teremos uma dica mara de teatro e várias de gastrônomia =)) Continuem acompanhando!

Beijão

Clarinha

Diário de São Paulo – Semana 1

img_0765 img_0769

Ando compartilhando lá no snap do instagram algumas coisas que estou fazendo aqui em Sampa, nos meus horários livres. Pensei em ir reunindo no blog as dicas para ficar mais organizadinho e fácil de vocês terem acesso quando quiserem. Vai até rolar um vídeo em breve com alguns desses lugares, mas enquanto isso vamos de foto e texto.

Padoca do Maní:

Comecei a semana com um brunch fantástico lá na Padoca do Maní. O lugar é pequeno e bem charmoso! Em plena terça-feira estava com quase todas as mesas ocupadas e a cada mesa que eu olhava ficava com vontade de fazer o pedido igual (quem é dessas que deseja a comida da mesa vizinha? rsrs..). Acabei pedindo realmente o brunch que vinha com um suco de laranja, tostada de salmão defumado, uma torta do dia (a minha foi de palmito pupunha e amei apesar de não ser fã de palmito), salada verde com granola salgada, torradinhas de focaccia com creme de queijo e ervas. Como dividi com outra pessoa, pedimos também ovos mexidos com queijo e bacon. Na minha opinião ele estava meio salgado, mas de resto estava delicioso também.

img_0770

Fanática por doce que sou, descobri que lá tem uma torta chamada “o segredo do bolo”, que é de brigadeiro, bem molhadinha e deliciosa. Você pode pedir um sorvete de leite ninho como um extra para acompanhar essa maravilhosidade toda e ÓBVIO que eu pedi né rsrs.. Já estou doida para comer de novo esse combo!!

img_0771

Olha o sorrisão da pessoa rsrs..

img_0774

No fim das contas ficamos muito satisfeitos e a conta ficou R$47,00 por pessoa. Lá tem um cardápio bem bacana com vários tipos de pães, bolos, iorgutes e sucos. A Padoca fica na Rua Joaquim Antunes, 138 – Pinheiros. Nos finais de semana costuma ter fila de espera.

– Beatlemania Experience:

beatlemania

Uma das coisas que tinha certeza que iria chegando em SP era a exposição dos Beatles. Essa é a maior já feita sobre eles, inédita no mundo e estreou no Brasil. Nela é possível fazer uma imersão na história deles através de fotos, vídeos, objetos, usando muito da tecnologia e interação também. Ao longo da exposição conhecemos o início da vida artística deles, passando pelos altos e baixos, vida pessoal, fim da banda, morte de John e Harrison e a carreira atual de Paul e Ringo. Mostrei algumas coisinhas lá no snap do insta (quem não segue ainda é @mariaclaralauton). Por sinal já peço desculpas porque todas as fotos aqui do blog sempre são tiradas para ele, mas acabei só fazendo vídeos para o snap e não tirei fotos. Peguei algumas da internet para vocês terem uma ideia de como é a expo.

beatlemania-2

Nesse espaço eles contam um pouco de como foi o sucesso dos Beatles no mundo. O boom na Inglaterra, a inicial rejeição dos EUA aos Beatles e depois a explosão da banda lá. Além de contar da paixão dos brasileiros pelo quarteto através de depoimentos de alguns artistas da terra.

beatlemania-4

São expostos também alguns dos figurinos deles, que vão desde ternos bem ‘engomadinhos’ até esse visual mais psicodélico.

beatlemania-3

O início da exposição conta como se deu o encontro dos integrantes, sem esquecer a importância da Cavern Club, que foi a casa que acolheu a banda no início da carreira.

beatlemania-5

Claro que o Yellow Submarine não poderia ficar de fora!!

A experiência foi fantástica! Eu me arrepiei, rí, me emocionei e amei conhecer mais a história desses 4 fenômenos. Passei 2h lá dentro e passaria até mais se não fosse a fome que fiquei no final (pq essa pessoa é tão faminta assim? rsrs..). Os ingressos custam R$50,00 inteira e R$25,00 meia, mas fiquem de olho porque estão rolando uns ingressos promocionais no site do ingresso rápido. A previsão é que a exposição fique até o início de Novembro em São Paulo, no Shopping Eldorado.

– Mirante 9 de Julho:

São Paulo é uma cidade total urbana, cultural e gastronômica e o Mirante 9 de Julho consegue traduzir tudo isso com uma vista fantástica, um café e restaurante logo em baixo. Vou falar por cima porque vou fazer um vídeo dando mais detalhes de lá.

blog_mariaclaralauton_look_mirante9_0003

Fui no horário do almoço e então experimentei alguns pratos do chefe do mês (todo mês um chefe novo mostra o seu trabalho lá). Pedi uma guacamole com crocante de tapioca e queijo canastra por R$12,00 , um hambúrguer de fraldinha com requeijão do norte, bacon, picles de pepino e ovo com gema mole por R$20,00 e um penne mediterrâneo com tomates, abóbora cabotiá e manjericão por R$20,00. Os preços de lá são bem amigos para o padrão de São Paulo porque essa é a proposta mesmo. Lá a própria pessoa pede e pega a comida no balcão, sendo um ambiente mais informal e alternativo.

img_0766

No mesmo local tem um café com um cardápio bem bacana também. Queria estar com barriga para provar mais coisas, rolou apenas o café mesmo dessa vez rsrs..

img_0767

Gostaram desse formato de ir dando umas dicas dos lugares que fui por aqui?

Beijão

Clarinha

Trip Barra Grande

Oi, amores!! Finalmente vim pagar a dívida do post de Barra Grande. Já tinha escrito tudo direitinho, mas com o acidente a tela do meu notebook quebrou e aí não tive como acessar o conteúdo antes. Desculpa a demora!

Então, na Semana Santa fui para Barra Grande com meus pais, irmã, namorado e cunhado. Já adianto que foi viagem rápida com o objetivo de aproveitar em família e descansar, então é um post com dicas (claro!), mas basiquinho. Optamos por ir pela estrada mesmo (dá para pegar ferry também) e como saímos meio tarde de Salvador, dormimos em Ituberá. Meu pai já morou lá, então aquela região tem um gostinho de infância pra mim e foi bem legal dar essa passada.

BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0002Foi maravilhoso também porque antes de pegar estrada no dia seguinte, fomos na Cachoeira da Pancada Grande. Ela é a coisa mais linda quando está cheia! Pena que nesse dia estava com pouca água, mas mesmo assim valeu a ida.

BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0008
De lá seguimos para Camamu onde pegamos a lancha para ir pra BG. Pagamos R$30,00 por pessoa para ir em uma lancha rápida só os 6. A travessia dura uns 20 minutos. Quem quiser ir de carro até Barra Grande vai precisar pegar 50km de estrada de chão, então é bom conferir como está o tempo antes de se aventurar.

HOSPEDAGEM:
Ficamos hospedadas na ‘Casa da Paula’ e só tenho elogios! Lá não é pousada, são bangalôs super charmosos e eu particularmente gosto muito desse tipo de hospedagem. Os bangalôs ficam localizados na Praia 3 Coqueiros. Fiquei encantada com a decoração e com o cuidado que Paula tem com cada detalhe.
BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0013 BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0014 BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0015 IMG_5716 IMG_5717BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0017
IMG_5715 IMG_5719 IMG_5720
O QUE FAZER:
Foi a minha primeira vez em Barra Grande e percebi que tem MUITAS coisas para fazer nessa região. Como fomos apenas para o feriado, preferimos nos concentrar mesmo em conhecer o que não era tão longe.
O que não pode deixar de ir de jeito nenhum é no pôr do sol da Ponta de Mutá. Com certeza um dos mais lindos que já ví! Muito gostoso ficar no mar vendo esse espetáculo da natureza. Pra nossa sorte ficamos hospedados a 5 minutos dessa maravilha!

IMG_4928 (1)

Taipu de Fora é outro lugar super falado da região. Para chegar lá a maioria das pessoas pegam uma jardineira (caminhonete adaptada para levar passageiros) que custa R$12,50 por pessoa. Tem como ir andando também, mas a caminhada é um pouco longa. Eu e minha família gostamos de andar em viagens porque no caminho sempre achamos lugares bonitos e assim conhecemos melhor o destino. Fizemos isso na ida e levamos mais ou menos 1h30m caminhando em um ritmo bom para chegar lá. A volta foi de jardineira porque aí também já era caminhada demais e não somos obrigados a nada rsrs..

Lá formam piscinas naturais deliciosas!!
BlogMariaClaraLauton_BarraGrande2dia_0003 BlogMariaClaraLauton_BarraGrande2dia_0019

Lá ficamos no Buda Beach (inclusive essa foto de cima com esse Budão lindão foi lá rs) que é uma barraca de praia. Pedimos um prato chamado Barca do Buda que super recomendo. Antes tínhamos beliscado algumas coisas, mas a Barca serviu muito bem as 6 pessoas. Vem com camarão, peixe, lula, polvo e agulhinha. Acompanha pirão, arroz e farofa. Custou R$180,00.

Ah, é comum que os bares cobrem uma taxa de consumo mínimo então perguntem antes de sentar 😉

IMG_4932
O bar da Rô também é uma excelente pedida! Ele fica próximo do Rio Carapitangui e o espaço é uma graça, bem calmo para banho. Dá para alugar stand-up e caiaque. Dizem que o pôr-do-sol de lá é incrível, mas apesar do dia ter sido bonito, uma nuvem ficou bem na frente do sol no final da tarde (sacanagem!! Rs). 
Lá indico uma sobremesa (esqueci de tirar foto) para quem gosta da mistura quente com gelado (eu amo!!) que é cocada de coco quente + sorvete de creme + raspas de limão. Custa R$20,00.

FullSizeRender FullSizeRender

OS LOOKS:

BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0018BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0012 BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0025 BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0028 (1) BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0032 BlogMariaClaraLauton_BarraGrande1dia_0041 BlogMariaClaraLauton_BarraGrande3dia_0001IMG_7491BlogMariaClaraLauton_BarraGrande2dia_0012

Super beijo!

Dicas São Paulo

Como vocês sabem passei uns dias em São Paulo fazendo um curso na Belas Artes e como ele era noturno consegui aproveitar bastante a cidade durante o dia. Vou compartilhar com vocês as minhas dicas do que fazer em SP, restaurantes para ir, só não tem balada porque eu não fui em nenhuma.

DICAS GASTRONÔMICAS:

Fui no restaurante Marakuthai do Itaim e amei a comida, a bebida, o ambiente. Valeu cada centavo! O menu executivo do dia estava maravilhoso e o custo benefício foi muito bom.

Pedi de entrada o Ceviche Megusta – Cubinhos de peixe temperados com suco de limão, coentro, pimenta, leite de coco, cebola roxa e milho.

Entrada Marakuthai

Meu prato principal foi o Ásia – tirinhas de frango em molho picante de curry amarelo. Acompanhado de arroz jasmim e cuscuz marroquino.

Principal Marakuthai

Tanto a entrada como o prato principal tinham várias opções no menu executivo. Minha irmã, cunhado e uma amiga pediram outras opções de prato principal e também amaram. Apenas a sobremesa só tinha uma opção e achei bem sem graça.

Pedimos um clericot que estava maravilhoso!!

Clericot

O prato executivo custou R$45,00 e a jarra de clericot R$96,00.

Finalmente conheci o Eataly, um complexo gastronômico que reúne vários produtos italianos e tem restaurantes incríveis dentro que são divididos por segmento: massa, carne, peixe.. Existem 29 lojas do Eataly no mundo, sendo 15 na Itália, 9 no Japão, 2 nos EUA, 1 em Dubai, 1 em Istambul e a mais nova é a de São Paulo. Fica na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, a mesma avenida que fica o Shopping JK.

Eu amo massa, então essa foi a minha escolha no Eataly. O nome do prato que pedi foi Ravioli di salumi e verdure al pomodoro e foi o ravioli mais gostoso que comi na vida!! Fiquei apaixonada!!

Eataly

A sobremesa também foi bem gostosa. Um mousse de laranja com ganache de chocolate.

Sobremesa

O menu executivo de lá vale também muito a pena! Custa R$44,00 o prato + vinho + sobremesa. Quem preferir água ou suco, paga apenas R$38,00.

Outra grata surpresa da viagem foi o sorvete da Bacio di Latte. Eu amo gelato italiano, artesanal e esse é fantástico!! Pedi pistache + doce de leite + um sabor que tem gosto de Ferrero Rocher e acertei total na escolha. Não lembro todos os preços, mas o pequeno custa R$10,00 e você pode pedir até 3 sabores. Eu fui no da Oscar Freire e o ambiente é uma graça!

Bacio di Latte

Deixo também como dica o restaurante Frutaria. Ele é excelente para quem quer comer algo mais levinho e saudável. Vou ficar devendo as fotos porque foi o primeiro de todos que eu fui e não tinha me tocado que esse assunto poderia render post, aí eu não tirei foto do que comi e nem anotei os preços. Pedi um sanduíche, água de coco (no coco mesmo) e um açaí. Fui no que fica na esquina da Oscar Freire com a Peixoto Gomide. Lá também é muito bom para encontrar famosos rsrs ví alguns, inclusive Thaila Ayala, que é minha musa da vida!

????????????????????????????????????

O QUE VISITAR:

Edifício Martinelli: Nele é possível ter uma vista incrível de São Paulo! É um dos prédios mais altos da cidade, fica no centro e ocupa um triângulo pegando a Rua São Bento, a Avenida São João e a Rua Libero Badaró. A entrada é gratuita, com visitação de Segunda a Sexta de 9h até 11h30 e de 14h até 16h.

MartinelliEdifício Martinelli

Beco do Batman: Cheio de cores e arte, esse beco é inspiração pura!! A cada passo que dava me encantava mais e mais! Fica na Vila Madalena.

Beco do BatmanBlog Maria Clara Lauton - Beco do Batman São Paulo-34

Ibirapuera: Como falei no post anterior, me surpreendi com esse parque. Dá para se divertir de diversas formas, respirar um verde incrível e ver as cores dos artistas que deixaram a sua marca por lá. Vale ir apenas para passear como eu fui ou para fazer atividade física, andar de bike ou skate.

Ibirapuera Blog Maria Clara Lauton - Ibirapuera São Paulo-143

Oscar Freire: Prato cheio para quem ama e estuda moda como eu. É onde ficam as lojas conceito de várias marcas como a Melissa, Riachuelo, Schutz e é uma ótima fonte de inspiração. Também tem paredes com lindas artes e lojas bem bacanas para fazer compras.

Oscar Freire Oscar Freire 3

Terraço Shopping JK: Achei o clima delicioso para bater um papo!

Terraço Jk

Parque Trianon: Quem for na Avenida Paulista pode dar uma passadinha no parque que não tem nada de surreal, mas é bem gostoso para dar uma voltinha.

TrianonBlog Maria Clara Lauton - Parque Trianon São Paulo-9

Tentei resumir da melhor forma, mas quem quiser mais detalhes pode ficar à vontade para comentar ou mandar e-mail. Espero que tenham gostado!! Beijos

Older posts

© 2017 Maria Clara Lauton

Theme by Anders NorenUp ↑